Trabalho voluntário: uma maneira de viajar (quase) grátis

Trabalhar como voluntário em uma viagem é uma ótima maneira de economizar, ter uma experiência mais rica no destino e, de quebra, ajudar as pessoas.

Aqui estou falando de pessoas que tem um hostel, um cama e café, uma fazenda, e não tem condições de pagar funcionários para o serviço. Em geral, elas oferecem casa e comida em troca de algumas horas de trabalho por semana.

É bacana porque enquanto trabalha você aprende algo novo, convive com os moradores do local, e ajuda quem precisa. E mesmo tendo esse "compromisso" ainda sobra bastante tempo livre para passear pela região. Muitas vezes quem o hospeda tem várias dicas para visitar os melhores pontos e quem sabe oportunidades de conhecê-los muito mais barato, ou até de graça.

Comunidades

Existem comunidades de oferta e procura dessas oportunidades. Você se cadastra e faz o seu perfil. Pode ser convidado ou pode contactar os hospedeiros perguntando sobre disponibilidade e interesse.

Em geral você paga uma inscrição que dá o direito de comunicar-se com os hospedeiros por dois anos. Vale a pena para quem vai fazer uma viagem longa e vai usar bastante o serviço durante os dois anos.

HELPX - Permite buscar oportunidades de trabalhos voluntários no mundo inteiro. Eu acho meio confuso para procurar, mas em compensação tem a maior base de dados.

WORKAWAY - Parecido ao Helpx, permite buscar também em vários países do mundo e tem uma ferramenta de busca bem organizada.

WWOOF - Especializado em fazendas orgânicas. Uma experiência diferente pois ficará hospedado em uma propriedade rural, o que pode ser meio distante da cidade. Ideal para quem busca uma vida alternativa. A desvantagem é que a inscrição varia de país para país, ou seja, não permite contatar hospedeiros em diferentes países com uma taxa única.

WORLDPACKERS - Especializado em hostels. A vantagem é que não cobra pela inscrição. Permite fazer contato com apenas 3 hostels por vez. A busca é meio confusa.

Preparando o Café da Manhã do Hostel Achalay de Bariloche. Contato feito pelo Worldpackers

Preparando o Café da Manhã do Hostel Achalay de Bariloche. Contato feito pelo Worldpackers

Dica: para encontrar um lugar para ficar a idéia é tentar atirar para todos os lados. Se possível inscreva-se em todas as comunidades, e escreva para vários hospedeiros. Nem todos respondem os emails, e em alguns casos a disponibilidade de vaga pode não coincidir com a sua disponibilidade de datas para a viagem.

Eu tenho visto muitas ofertas "cara-de-pau". Tire todas as dúvidas por email antes de chegar no destino e se decepcionar. Vi, por exemplo, um hostel oferecendo hospedagem em uma barraca de acampamento no quintal e nenhuma comida em troco de seis horas de trabalho por seis dias por semana. Me parece muito trabalho para pouca recompensa.

Hostels

A vantagem de trabalhar de voluntária em um hostel é que a sua experiência vai ser muito parecida a de alguém que está viajando como mochileiro. Vai estar num ambiente descontraído, conhecer gente de várias partes do mundo, ter companhia para passear e fazer novos amigos todos os dias.

A maioria dos hostels oferece a hospedagem com o café da manhã, e descontos em tours e outros serviços oferecidos por eles. Procurando bem, encontrará quem ofereça todas as refeições e alguns tours gratuitos para os voluntários.

Muitos hostels estão cadastrados nas comunidades acima. Mas alguns não estão. E uma maneira de evitar a taxa que cobram as comunidades é entrar em contato diretamente com o hostel.

O que eu tenho feito é entrar no Hostelworld e procurar quais são os hostels com melhores comentários, exatamente como eu faria se fosse me hospedar. Afinal, você vai querer trabalhar num hostel bacana, e que é a melhor opção para os viajantes, verdade?

O hostelworld não mostra os contatos do hostel, mas é só você procurar pelo site do hostel no Google e enviar um email.

O que também pode funcionar é durante a sua viagem, nos hostels em que você se hospedar e mais gostar, converse com o dono ou o gerente se eles tem um programa de voluntários.

Parques Nacionais

México

O México é um país incrível com parques nacionais em lugares impressionantes como arrecifes de coral, ruínas arqueológicas, ou desertos. Eles tem um programa de voluntários bem simples. Em geral oferecem hospedagem em troca de trabalho, e dá para participar de atividades bem bacanas de preservação do meio ambiente.

Outra vantagem é que o México permite estadia de 180 dias para brasileiros com visto de turista, tempo suficiente para uma experiência num parque nacional. Eu participei no Parque Nacional Arrecifes de Cozumel, estive lá 2 meses em 2014 e deu para conhecer bastante a região da Riviera Maia.

Escolha seu parque nesta lista e escreva para o programa de voluntários neste endereço.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Educação ambiental com as crianças de Cozumel - México

 

Brasil

Vários parques nacionais do Brasil mantém programa de voluntariado, que são administrados individualmente, e não centralizado nacionalmente. Sendo assim, as regras variam. Mas em geral as chamadas são abertas quando há disponibilidade das vagas, e a divulgação é pela internet. Fique de olho na parte de notícias do site do ICMBio - órgão federal que administra os Parques Nacionais ou siga o Parque de seu interesse no Facebook.

 

EUA

Os Estados Unidos tem um programa de voluntarios gigante para os Parques Nacionais. As vagas são anunciadas neste site, e em geral envolvem demanda por alguma qualificação específica. Em geral oferecem casa e comida em troca de 30 horas de trabalho semanais.

Muitas vezes o local de trabalho é a sede do Parque que fica afastado das cidades, o que pode ser uma experiência bem diferente.

 

Costa Rica

A Costa Rica é famosa por seus parques nacionais. 25% de seu pequeno território está protegido por Unidades de Conservação. Eles tem um programa de voluntários super organizado, que envolve hospedagem e comida em troca de 30 horas de trabalho semanais. Contudo este não é grátis. É cobrado um valor de cada participante para cobrir as despesas de manutenção.

É bacana pela experiência, e como viajar pela Costa Rica não é barato, pode sair mais barato viajar como voluntário dos parques. Veja no site a descrição de cada parque e de como é o trabalho em cada um.

Dê suas dicas!

Conhece mais alguma forma de encontrar trabalho voluntário e viajar bem barato? Compartilha nos comentários!!!

Boa viagem! E não esquece de passar aqui depois e nos contar como foi a experiência!

21 comentários

    • planejoviajar 26 novembro, 2014 at 12:09 Responder

      Oi Halley! Especificamente não. Mas dá uma olhada nos links que eu pus no post, talvez tenha um parque nacional lá, ou nas comunidades tambem pode ter alguém de la que está procurando voluntarios! Boa sorte e boa viagem!

    • anabeatriz 11 março, 2015 at 20:17 Responder

      OI Franciele! Trabalho voluntário é uma maneira bem bacana de conhecer a cidade, interagir com os locais, passar mais tempo! Boa viagem!

  1. RITA CIPRIANO 14 março, 2015 at 10:34 Responder

    BOM DIA. NÃO CONSIGO VISUALIZAR OS LINKS DOS ENDEREÇOS DOS PARQUES NA COSTA RICA. PODERIA ME ENVIAR OS ACESSOS PARA EU PODER ESTAR OLHANDO. GRATA. RITA

  2. Francisco Tocota 29 junho, 2015 at 20:20 Responder

    saudações

    gostei muito do site e parabenizo ao autor da publicação. Gostaria de saber se no site da WORLDPACKERS as viajens são gratuitas. aguardo ansiosamente a sua resposta.

    • anabeatriz 3 julho, 2015 at 08:55 Responder

      Oi Francisco! Obrigada pela visita e pelo comentário. No site worldpackers você paga quando fecha um acordo. E atenção para a descrição do que o hostel oferece. Muitos oferecem só a hospedagem, outros também a comida. Mas o melhor é sempre conversar e deixar tudo claro desde o princípio.
      Boa viagem!

  3. Aliane 9 agosto, 2015 at 11:20 Responder

    Sabe me falar se aqui pelo sul da América do Sul é tranquilo encontrar esses trabalhos voluntários? Estou planejando um mochilão exatamente assim, por “tempo indeterminado”…

    • anabeatriz 9 agosto, 2015 at 19:59 Responder

      Oi Aliane! É super tranquilo! Como você pode ler no post, eu viajei e fiz trabaalhos voluntários no México, Argentina e Peru. Conheci gente que fez na Bolívia, na Colômbia, no Uruguai, no Chile. Até no Brasil estou indo fazer o meu primeiro em outubro. Ou seja… dá para fazer e é bacana!

      É uma ótima forma de viajar porque você economiza bastante, se integra na cultura local, e ainda fica conhecendo muita gente bacana!

      Abraço e boa viagem!

      • Leticia 15 outubro, 2015 at 22:59

        Oi, Ana!
        To querendo trabalhar num hostel na Argentina por 2 meses. Queria saber se precisa de visto de trabalho, vc pode me ajudar? Obrigada 🙂

      • Ana Beatriz 16 outubro, 2015 at 06:13

        Oi Letícia! Que bom que vai viajar assim!
        Não é necessário visto para trabalhar como voluntária!
        Ainda mais na Argentina!
        Beijao, boa viagem e depois me escreve contando como foi a experiência!

  4. josefa 31 março, 2016 at 16:28 Responder

    oi gostaria de viajar pagando com trabalhos como faço..quero conher praias pelo brasil mesmo..por favor quero saber onde e quando posso fazer..meu sonho conhecer o mar..quero muito qm puder mim ajudar agradecida..

  5. Mary Lane Rocha 14 abril, 2016 at 13:30 Responder

    Oi Ana, boa tarde!
    Eu gostaria de fazer uma viagem e algum tipo de trabalho voluntário no México, algo dentro da minha profissão (técnico em enfermagem) para mim seria uma escola e tanto, pois também estoy buscando aperfeiçoamento do meu espanhol.
    Gostaria de saber se há alguma oportunidade no estado de Morelos, ainda que não seja propriamente na minha área.
    Seria a realização de três sonhos de uma só vez.
    Aguardo sua resposta.
    Abraços!

    • Ana Beatriz 26 abril, 2016 at 12:24 Responder

      Oi Mary Lane! Que bacana seus planos de viagem! Você vai amar o México.

      Dá uma olhada nos links que eu coloquei na matéria, de repente você encontrar alguma oferta interessante em Morelos. Caso contrário, também pode tentar entrar em contato direto com ONGs e/ou hospitais públicos e perguntar se eles recebem voluntários e quais são as condições.

      Boa sorte!

  6. jess 19 setembro, 2016 at 23:05 Responder

    Oi!! Ótimo post!!

    Sou bióloga e estou interessada em fazer voluntário no Peru, você sabe me dar mais informações sobre sua experiência por favor?

    Abraço!

    • Ana Beatriz 22 setembro, 2016 at 22:36 Responder

      Eu fiz trabalho voluntário em dois hostels, e consegui fazendo contato direto com eles. Um por email antes de chegar e o outro indo na porta e perguntando se estavam precisando de voluntários. Viajar assim é cada vez mais comum e está ficando meio concorrido. Mas quase todos os hostels tem esses programas, uns mais organizados, outros menos.

      Abraço!

Deixe uma resposta