O que fazer em La Paz?

Em geral o que nós, brasileiros, sabemos sobre La Paz é que o fato de ser a capital mais alta do mundo, e que nossa seleção de futebol sofre quando tem que jogar lá. Mas, já pensou em passar férias por lá? O que fazer em La Paz? 

Nossa sugestão de roteiros

Ao contrário da impressão inicial de que não há nada para fazer, La Paz é uma capital cheia de vida e cultura, com diversas opções de lazer para vários tipos de viajantes. Também é bem segura, muito mais do que as demais capitais latinoamericanas.

Se você começou a cogitar a idéia, veja alguns dos programas mais legais da capital boliviana para se convencer de uma vez por todas.

Plaza Murillo

A Plaza Murillo é a praça principal de La Paz, onde se encontram a Catedral, o Palácio de Governo e o Congresso Nacional.

Catedral de La Paz

Catedral de La Paz

Congresso Nacional

Congresso Nacional

Palácio de Governo ao fundo

Palácio de Governo ao fundo

Não espere uma praça grande e imponente, mas a visita vale para ver a interação da população com o lugar. No fim de tarde as famílias frequentam o lugar para dar comida aos pombos, ou apenas conversar, sentadas nas escadarias.

Mercado de las Brujas

SAM_2376-1

Mercadorias no Mercado de las Brujas. Entre as curiosidades: llamas mumificadas

 

O nome é interessante e chama a atenção, verdade? O Mercado das Bruxas é onde você vai encontrar uma série de produtos esotéricos para fazer simpatias. O destaque são os fetos de llama que, segundo a crença, trazem sorte quando enterrados na frente das casas.

Não sei até que ponto os pacenhos realmente compram e fazem esses rituais ou se é só um show para os turistas estrangeiros. De qualquer forma acho que vale uma visita.

Apesar do nome, na verdade é mais uma rua com algumas lojas do que um mercado. Fica duas quadras atrás da Igreja de São Francisco.

SAM_2375-1

Loja no Mercado de las Brujas

 

Urban Rush - Rapel dos superheróis

A nova moda em La Paz é o Urban Rush, ou um Rapel no Hotel Presidente, em que você desce fantasiado de Super Herói. A descida é de 50 metros, ou 17 andares, com o movimentado trânsito do centro de La Paz como cenário.

Essa atração também fica próxima à Igreja São Francisco, cruzando a Avenida. O endereço do Hotel Presidente é Calle Potosí, 920.

Valle de la Luna

A geografia de La Paz é muito particular – a cidade fica num profundo vale da Cordilheira dos Andes. Em um ponto o terreno acidentado forma um cenário que, segundo os locais, se pareceria com a Lua. Eu, particularmente, não tive essa imagem, mas independentemente disso é um passeio interessante.

Vale da Lua de La Paz

Vale de La Luna: formações geológicas impressionantes

SAM_2424-1

Estrutura de visitação do Vale de la Luna

 

Chacaltaya

Chacaltaya é a  estação de esqui de La Paz, embora nos últimos anos a quantidade de neve tenha diminuído drasticamente, e já não permita a prática do esporte.

Base do Chachaltaya. Esse "morrinho" são os 200 metros que se sobre caminhando

Base do Chachaltaya. Esse "morrinho" são os 200 metros que se sobe caminhando

A visita ao local é interessante para estar a um ponto a 5.400 metros de altitude, de onde é possível enxergar toda a região, os picos mais altos do entorno e até o Lago Titicaca. Há passeios que levam em van até a base de 5.200 metros. Os 200 metros finais são feitos caminhando. Parece mais fácil do que é, na verdade.

Eu não tive uma boa experiência visitando Chacaltaya. Deixei para o último dia, achando que estaria mais adaptada à altitude, mas por outro lado eu estava mais cansada. Assim, eu passei bastante mal na subida, quase desmaiei, e não consegui chegar ao cume. Sim, eram só 200 metros, mas nem todo mundo consegue.

Vista de uma das minhas muitas paradas para descansar

Vista de uma das minhas muitas paradas para descansar

Não quer dizer que você não consiga. Apenas tenha em mente que é importante respeitar a montanha, suba devagar, e tomara que você tenha mais êxito do que eu!

 Estrada da Morte

Este talvez seja o passeio mais bacana em La Paz. É uma descida em bicicleta de um ponto, a 4.200 metros de altitude, a outro, a 1200 metros, ao longo de 75 quilômetros. A estrada é conhecida como uma das mais perigosas do mundo – já foi registrada a média de um ônibus por mês tombado no precipício.

Hoje ela não é mais utilizada por carros, pois foi construída uma alternativa mais segura. A aventura fica por conta das bicicletas.

É perigoso também em bicicleta e já houve mortes. Mas o passeio é todo desenhado de maneira a garantir a segurança. Os equipamentos são novos e bem conservados, os guias são experientes. E o perigo deixa a aventura ainda mais emocionante.

Huayna Potosí

É a montanha de mais de 6.000 metros mais próxima a La Paz. Embora não seja molezinha, é considerada a escalada mais fácil de 6000 metros, em uma de suas faces. (A outra face é bem mais difícil)

SAM_2397-1

Isso faz com que a escalada para lá seja um passeio oferecido pelas agências para quase todos os turistas. Dura três dias e envolve acampar no caminho. Se você ainda não se sente preparada para escalar uma montanha de 6000 metros, há um passeio de um dia que te leva até o pé da elevação.

Tiwanaku

Tiwanaku ou Tihuanaco são as ruínas mais importantes de La Paz. São construções de pedra de povos ancestrais aos incas.

SAM_1950-1

Em algum momento na história, o povo Tihuanaco se dividiu em vários e se espalhou pela região da Cordilheira dos Andes. A divisão que rumou ao norte, para o Lago Titicaca, é a que deu origem ao Império Inca (se você não sabia, o primeiro inca nasceu na Ilha do Sol, em Copacabana, lado boliviano do lago).

SAM_1941-1

A visita a estas ruínas também é um passeio de um dia vendido pelas agências locais. Vale pesquisar preços com taxistas e comparar as duas alternativas.

SAM_1961-1

Por fim, sem indicar nenhum em específico, sugiro dar um crédito a museus e galerias de arte. Nas minhas três visitas à Bolívia, a criatividade e o senso artístico do povo sempre me impressionou.

La Paz é difícil, tanto pela altitude, quanto pela relativa desorganização dos serviços. Mas é um lugar super interessante, com boa vida noturna e paisagens incríveis.

 

Leia mais sobre a Bolívia:

10 dicas para a sua viagem ao Salar de Uyuni

O que a Bolívia tem?

Como tirar fotos incríveis no Salar de Uyuni



Booking.com

*Reservando seu hotel por este link, sem nenhum custo extra pra você, eu recebo uma pequena comissão que ajuda a cobrir os custos de manutenção deste site! Obrigada!

3 comentários

  1. LUCILA R. 15 Março, 2016 at 22:45 Responder

    Adorei o seu post e as suas dicas, Ana. Estou indo para La Paz nos próximos dias e não sabia essa do rapel doido 😉 Vou pesquisar mais e quem sabe eu me animo tmb. Abraços.

    • Ana Beatriz 16 Março, 2016 at 14:58 Responder

      Hahaha Lucila! Boa sorte! Eu tenho muito medo de altura e nunca me animei a tentar. Quem sabe na minha próxima visita… hehehe Boa viagem! depois volta aqui para contar para a gente como foi!

      Abraço! Ana.

Deixe uma resposta