Nova fase da minha aventura: um ano em Cusco!

Há exatamente dez meses eu iniciava minha aventura na Cidade do México, a Gran Tenochtitlán, antiga capital do Império Azteca. Dez meses mais tarde, na Cidade de Cusco, o umbigo do mundo, antiga capital do Império Inca, minha aventura passa para uma segunda fase.

Se a semelhança das cidades é apenas uma coincidência, ou se a insistente energia dos povos pré-colombianos tem regido a minha história eu ainda não sei. O que eu sei é que depois de uma inesquecível volta pela América Latina, o continente que mais me fascina, o destino me chama a viver uma nova fase no Peru.

Há duas semanas cheguei a Cusco com a intenção de ficar um mês e preparar um especial sobre a cidade para o blog. Mas a vantagem de viajar sem planos fixos é justamente estar aberta para o inesperado, para as surpresas que a vida reserva.

Nesses meses de viagem um dos meus principais aprendizados foi fazer contatos e me apresentar às pessoas. E parece que eu era a pessoa certa, no lugar certo, no momento certo. Conheci meu atual chefe, e me propus a ajudá-lo por um ano com as ações de marketing em um grupo de quatro empresas de turismo, que era exatamente o que ele estava precisando.

Por sua vez essa oportunidade profissional é exatamente o que EU estava buscando quando larguei meu emprego no início do ano. Naquele momento eu sabia que queria trabalhar em algum lugar turístico. E caiu como uma luva num momento em que estava sentindo falta da rotina, mas ainda muito disposta a seguir com minha experiência internacional.

Contudo confesso que é meio estranho voltar a trabalhar depois de viajar por meses. Me acostumei a responder "não sei" para qualquer pergunta sobre meus planos para o mês seguinte. Desaprendi a olhar qual era o dia da semana para fazer minha programação.

Essa dificuldade de adaptação é comum para quem sai em um período sabático. Lidar com ela é parte dos incontáveis aprendizados da viagem. E uma coisa em que eu pensei bastante é que eu não poderia voltar a viver estressada e frustrada como eu vivia antes. Pois assim qual seria a verdadeira vantagem em ter aberto mão de tanta coisa por esta experiência?

Aprendi a viver mais simples, com menos dinheiro, menos roupa, menos espaço. Aprendi que a vida é agora e que tudo que acontece comigo é resultado de minhas escolhas. Se estou aqui hoje é porque escolhi, e a qualquer momento posso escolher estar em outro lugar.

E sim, eu vou trabalhar de segunda a sexta em horário comercial. Mas não vou odiar o tempo que passo no trânsito, e sim aproveitar para escutar a rádio e observar as pessoas a minha volta. Vou disfrutar de cada um dos minutos que eu passo caminhando até o ponto de ônibus (que é longe para caramba) para me impregnar dessa energia única que há em Cusco. Vou fazer de cada ida ao supermercado uma aventura na cultura peruana.

E vou continuar vivendo com meu apertado orçamento diário - quem sabe um pouco menos apertado - e juntar tudo que eu ganhar neste trabalho para seguir viajando. E para onde eu vou depois? Ah, para essa pergunta eu posso usar a minha resposta favorita: não sei!

Leia mais sobre meu ano sabático:

Três coisas que aprendi pedindo demissão para viajar

A magia da primeira vez

Viajar é se auto-superar!

Leia mais sobre o Peru:

Dica para aproveitar melhor sua visita a Machu Picchu

Paracas: o encontro do deserto com o mar

Huaraz: natureza e cultura a poucas horas de Lima

13 comentários

  1. Celina 24 novembro, 2014 at 13:46 Responder

    Linda, vc é realmente uma inspiração pra todos nós. Essa nova fase vai te trazer ainda mais aprendizados que, com muita alegria, acompanharemos por aqui. Estou muito feliz por vc! Que essa experiência de vida te torne uma pessoa ainda mais maravilhosa! Boas energias pra vc sempre ;*

  2. Márcia 24 Abril, 2016 at 20:40 Responder

    Oi Ana,
    Tô querendo ir a Cusco em maio/2016, ficar uns 14 dias, quero sua resposta se essa época vale a pena a viagem? Quero me hospedar em Cusco, Ollamtaymbo, machupichu viejo… seguindo os roteiros que vc disponibilizou. A minha dúvida é em que hotéis vale reservar… preferiria ficar mais central, mas também conseguir bons preços… pode me dar umas dicas?

    Abração… Adorei sua aventura e conhecer Machupichu é minha paixão! Tenho que fazer isso logo pois vou fazer sessenta anos no mês de maio… estou me dando a viagem de presente. Abração e Obrigada

    • Ana Beatriz 26 Abril, 2016 at 12:17 Responder

      Oi Márcia! Maio é uma ótima época para viajar a Cusco! Em Cusco tem vários hotéis bacanas e por um bom preço na região central. Procura pelo booking.com, no link na nossa página e você vai ver vários!

      Abração!

  3. silvana Ferreira 15 Fevereiro, 2017 at 18:02 Responder

    Olá Ana! Adorei a sua história. Gostaria de falar mais com você por outros meios, pois tenho a intenção de passar um tempo em Cusco. Pode me falar mais sobre como foi o contato com esta empresa?

Deixe uma resposta