10 Dicas para sua viagem ao Salar de Uyuni

O Salar de Uyuni é um gigantesco deserto de sal localizado no sudoeste da Bolívia, próximo à fronteira com o Chile. Onde há milhares de anos havia um lago, hoje existem lagos menores e dois salares. O salar tem mais de 10.000 Km² e cerca de 25 mil toneladas de sal, numa profundidade estimada de 120 m.

Embora seja uma grande reserva de lítio, potássio, boro e magnésio, a principal atividade na região é o turismo. Desde os anos 80, milhares de visitantes desembarcam em Uyuni diariamente para conhecer o Cemitério de Trens, a Ilha do Pescado, tirar divertidas fotos em perspectiva e dormir em um hotel completamente feito de sal.


Como aproveitar melhor sua viagem

1 - Passeio de 1 dia ou 3 dias?

O passeio de um dia visita o Cemitério de Trens e o Deserto de Sal, incluindo o Hotel de Sal e Ilha Incahuasi. O passeio de três dias passa por desertos com esculturas naturais de pedra e lagoas coloridas. É possível fazê-lo começando em Uyuni, na Bolívia, ou em San Pedro do Atacama, no Chile. É menos cansativo começar na Bolívia e terminar no Chile, ou vice-versa. Quando começa e termina no mesmo ponto, boa parte do terceiro dia é dedicado ao retorno.

2 - Vá preparado para perrengue

Existem passeios exclusivos para o Salar, com abrigos confortáveis e grupo menor. Mas se você é como eu, vai optar pelo passeios econômicos, em torno de US$ 100. Nestes, o grupo quase sempre é  de seis turistas mais o guia e o trajeto feito numa Land Rover com o porta-malas adaptado para ser mais um assento. A bagagem vai no bagageiro acima no carro.

15102013-SAM_2153

Hospedagem feita de sal, desde as paredes até os móveis

 

Os abrigos são muito simples e nem sempre há água quente para o banho. Em geral tem cobertores de lã, nem sempre suficientes. A comida é preparada nos abrigos e levada em uma marmita para ser servida ao longo da viagem.

 

3 - Como conseguir um bom guia?

As condições de viagem do passeio econômico são bem precárias, mas totalmente toleráveis. No fim, o que vai fazer do seu passeio bacana ou não é o guia e o grupo. Quanto ao grupo, você pode tentar formar antes de contratar o tour. Não apenas para conseguir um desconto, mas para tentar garantir que você passará três dias inteiros ao lado de pessoas bacanas.

Quanto ao guia, é um pouco uma loteria. Não existe nenhuma forma de garantir um que não vá ficar  apressando nas paradas para foto, que não vá apostar corrida com os colegas dos outros carros, ou não será grosseiro com todo mundo.

Eu enchi o saco da senhora da agência, pedi para conhecer o guia antes, disse que queria uma pessoa tranquila e só fui conhecer o senhor na hora de partir. Por sorte ele era muito bacana, mas não sei dizer se ela me colocou no grupo dele porque eu fui exigente.

Considere que a agência vai mentir para você. Vai dizer que já tem um grupo fechado faltando só você, vai tentar adivinhar as nacionalidades com quem você gostaria de viajar e dizer que o grupo é formado por elas, e nem sempre é verdade. Pesquise, converse com todo mundo, e aposte! Siga a intuição.

Alguns guias são freelancers, e trabalham com várias agências. Nada garante que se você contratar a mesma agência que eu, você irá conseguir o meu guia.

4 - Leve agasalho corta-vento

Venta muito no deserto

Venta muito no deserto

No Salar e seus arredores faz muito frio. Ao conferir a previsão do tempo para a cidade de Uyuni, pode considerar de 10 a 15 graus a menos para o deserto. Além disso venta muito. Assim, leve aqueles casacos corta-vento que podem te ajudar a ficar mais confortável. Mas vá com uma roupa curta por baixo porque dentro do carro fica quente e você vai ter que ficar tirando e colocando o casacão toda vez que entrar e sair do carro.

No inverno, meio do ano, chega a nevar na região. Leve também luvas, toucas, meias grossas. O melhor calçado é o tênis.

5 - Leve ou alugue saco de dormir

Pelo mesmo motivo. Nos abrigos em geral há bastante cobertores de lã. Mas como você também não tem como saber exatamente em que abrigo vai dormir, pode ser que não tenha cobertor suficiente. À noite a temperatura cai e chega facilmente ao negativo.

Se não tiver, peça na agência para alugar um.

6 - Como tirar boas fotos?

fotos-con-ilusiones-opticas-de-perspectiva-3

Uma das coisas mais bacanas do passeio são as fotos em perspectiva que você tirará. Para que elas fiquem mais legais leve objetos para brincar com o tamanho. Eu não consegui tirar quase nenhuma foto bacana, então estudei, e preparei uma série de dicas para você não passar pelo mesmo que eu. Veja aqui.

E peça ajuda para o guia, ele vai saber tirar fotos bem bacanas.

 

7 - Leve lanchinho e água complementar

A comida é suficiente, mas é um café da manhã, almoço e jantar simples. Leve frutas, biscoito ou barras de cereal para distrair nos intervalos das refeições. O tour inclui água, que é servida como acompanhamento do almoço. Mas ela não será suficiente para o dia inteiro. Assim, leve uma garrafa grande para o primeiro dia e compre para os dias seguintes nos abrigos ou paradas. Lembre-se que está em um deserto e se desidrata muito fácil.

Lanchando no porta-malas do carro

Lanchando no porta-malas do carro

8 - Leve lenços umedecidos

Não há garantia de que haverá chuveiro quente em todos os abrigos do caminho, assim em um dia sem banho um lencinho umedecido pode quebrar um galho.

9 - Leve protetor solar e hidratante para a pele

Como o sol não esquenta a gente tende a achar que não precisa passar protetor. A paisagem é muito clara, e mesmo com frio os raios solares incidem e refletem no branco do chão. À noite você vai sentir o quanto o sol e a baixa umidade do ar ressecaram sua pele. Leve creme hidratante para passar nas mãos e no rosto.

10 - Dá para ir de avião para Uyuni

Em Uyuni há um aeroporto com voos diários para La Paz operados por duas companhias: Amaszonas e TAM (não é a TAM brasileira!). As tarifas da TAM costumam ser mais baixas que as da Amaszonas, contudo as aeronaves são mais antigas e menos confortáveis. É possível comprar passagem pela Amaszonas na internet, enquanto a outra companhia vende seus bilhetes em agências de viagem.

É uma opção mais cara que o ônibus turístico que sai de La Paz a noite e chega a Uyuni na manhã do dia seguinte. Contudo, pode ser interessante para quem está com pouco tempo. A vantagem é não pegar o trajeto de estrada de terra, e não correr o risco de ficar preso nos bloqueios de estrada (manifestações) que são comuns na Bolívia.

Além disso, indo de avião tem-se a visão aérea do Salar de Uyuni.

Vista do avião ao pousar em Uyuni

Vista do avião ao pousar em Uyuni

 

 

Independente das dificuldades, as lindas paisagens vão fazer deste um passeio bem impressionante. Vá sem muitas expectativas de conforto e com o espírito preparado para negociar com o guia e o grupo. Sem muitas exigências e com flexibilidade dá para aproveitar bastante!

Leia também:

O que a Bolívia tem?

Como tirar fotos incríveis no Salar de Uyuni (dicas e idéias para você se inspirar)



Booking.com

*Reservando seu hotel por este link, sem nenhum custo extra pra você, eu recebo uma pequena comissão que ajuda a cobrir os custos de manutenção deste site! Obrigada!

 

14 comentários

    • planejoviajar 6 Março, 2014 at 11:29 Responder

      Oi Bruna! Espero que vc volte para ver a resposta! Eu acho que o Salar de Uyuni é um lugar para ir duas vezes, porque me parece que são duas paisagens igualmente lindas. Na época inundada acho que não dá para tirar as fotos em perspectiva.
      Eu vi muitas aves nas lagoas, mesmo indo na seca. Fui em outubro, e estava um frio desgraçado. Uma amiga foi um mes depois e não pegou frio.
      Acho que em qualquer época vc vai adorar. É uma das coisas mais lindas do mundo. Se puder fazer junto com o deserto do Atacama então, melhor ainda!
      Beijo!

  1. Júlia 20 Maio, 2014 at 15:26 Responder

    Adorei suas dicas 🙂
    Será que vc vai ler minha pergunta? rs Queria saber com que agencia vc fechou! 🙂
    Vi muita gente falando super mal das excursões oferecidas, que tinha muita falcatrua e tal.
    Poderia me dar essa dica? rs Já que a sua viagem parece ter sido bem tranquila.

    Bjos

    • planejoviajar 22 Maio, 2014 at 11:51 Responder

      Oi Júlia! Para falar a verdade eu não lembro o nome da agencia. E te digo que isso não importa muito, já que no fim das contas o que importa é o guia, e eu percebi que eles são freelancers, que são contratados por diferentes agencias. Infelizmente, é meio loteria! Conversa com várias agencias e a que você achar melhor contrata!
      Fica tranquila, que tem muito relato ruim, mas também tem muita gente que teve boas experiencias.
      Aproveita muito a viagem, pois ali é um dos lugares mais lindos da América do Sul!!!

  2. Deco 30 outubro, 2015 at 09:00 Responder

    Olá!!!

    Ótimo relatos. Eu e minha esposa vamos fazer um mochilão e o Salar está no roteiro.
    Devido ao tempo nosso, vamos preferir o roteiro de um dia no Salar. Você sabe me falar mais sobre esse roteiro de 1 dia? Achei pouca coisa na internet sobre roteiro de 1 dia no salar.

    Abraços!

    • Ana Beatriz 2 novembro, 2015 at 10:06 Responder

      Oi Deco! O passeio de um dia é a mesma coisa que o primeiro dia do passeio de três dias. Visita o cemitério de trens, depois cruza o Salar! No final da tarde volta.

      Pena que não vão conhecer as lagoas e tudo o que há nos outros desertos, mas com certeza o Salar vale muito a pena! Vocês vão amar!

      Abraço! Boa viagem!

  3. Mariana 21 Março, 2016 at 16:11 Responder

    Oi,
    Na parte “Va preparado para perrengue”, onde encontro passeios econômicos? Tem alguma agência de la que indicaria?? Vou sozinha e gostaria de fazer por conta ou de um mode econômico!!
    Obrigada!

    • Ana Beatriz 21 Março, 2016 at 18:11 Responder

      Oi Mariana! Quando chegara Uyuni você vai encontrar diversas agências vendendo o passeio. Como eu falo no próprio post, não tem como saber qual é a melhor, porque elas fecham grupos para motoristas freelancer, ou seja, não dá para saber qual agência tem o motorista ruim e qual tem o motorista bom porque não é fixo. Vai pelo seu feeling, desconfie de preços muito abaixo da média, e tenha fé de que vai ser bom!

      A maioria das agências vende os pacotes econômicos.

      Boa viagem! Depois volta para contar como foi!

      Ana.

  4. Damon 20 junho, 2017 at 05:22 Responder

    Ótimas suas dicas Ana Beatriz. Irei agora em julho, mas me parece que não é a melhor época! Tô pressentindo o frio pelos posts que leio na NET. Desejo fazer Atacama, porém meu tempo tá apertado. Saudações, obrigado!

    • Ana Beatriz 26 junho, 2017 at 19:33 Responder

      Oi Damon! Sim, deve ser frio, mas nem por isso é uma época ruim! Traz um casaco que aguenta frio tipo neve. Se for passar por La Paz, pode deixar para comprar lá, que tem preços legais para estes produtos. Abraço! Boa viagem!

Deixe uma resposta