Dicas de viagem para a Ilha Grande

Uma ilha tão perto do continente para ser fácil de chegar, mas longe o suficiente para guardar uma atmosfera de isolamento. Estar no meio do mato, cercada por montanhas e água por todos os lados, há apenas 3 horas do Rio, e umas 6 de São Paulo.

A Ilha Grande é a minha mais nova paixão. Eu costumo dizer que um anjo soprou no meu ouvido "Vai para a Ilha Grande", mesmo sem contrato de trabalho certo, sem contatos, sem nem mesmo uma reserva de hostel para o primeiro dia.

Desde que cheguei, há pouco mais de um mês, já consegui um trabalho em Marketing Digital, conheci pessoas, fiz amigos de coração, e já rodei uma parte das belezas deste lugar. O que eu mais amo na Ilha Grande é a proximidade da montanha coberta de selva da praia. Você sentada numa faixa de areia que separa, em 30 metros, toda a vida marinha da diversidade de pássaros, plantas, cobras, macacos que vivem em terra.

Veja minhas dicas para você planejar a sua viagem para este paraíso, tão perto e tão longe.

 

Entenda a Ilha Grande

Vila do Abraão

Vila do Abraão

Vila do Abraão

Rua Bouganville na Vila do Abraão

Vila do Abraão

Vila do Abraão

O principal centro "urbano" da Ilha é a Vila do Abraão. É o lugar com a maioria das pousadas, restaurantes, supermercados, agências de viagens que vendem passeios para os arredores.

Além do Abraão, existem outras vilas menores, como a de Dois Rios, onde não são permitidos turistas, ou a praia de Palmas e de Aventureiro, onde há apenas alguns campings e muito poucos serviços.

Mesmo na Vila do Abraão, é comum que falte luz, principalmente na Alta Temporada, devido à grande quantidade de pessoas. A maioria das pousadas tem gerador a combustível, mas se você ficar em um hostel ou uma pousada mais simples, é possível que você fique a luz de velas durante alguns dias.

Também não dá para confiar na conexão à internet. Se você trabalha por internet ou precisa fazer alguma chamada com vídeo, melhor não contar com isso. Meus trabalhos de nômade digital, os serviços que eu presto pela internet, estão todos acumulados, por exemplo. Até estou dispensando alguns clientes por esta situação.

Mas, a proposta é justamente se desconectar do mundo exterior, e mergulhar na dose brutal de natureza presente neste lugar. Fazer trilhas, alguns passeios de barco, curtir a beleza das praias e, por que não, o romantismo da luz de velas.

 

Como chegar

Praia do Abraão

Praia do Abraão

Para chegar à Ilha Grande é preciso pegar um barco no continente. Os transfers para vir para cá saem de Angra dos Reis, Conceição de Jacareí, ou Mangaratiba. Também existe uma nova rota de Paraty para cá, mas os horários são bem mais limitados.

Barca pública

A concessionária CCR, a mesma que faz o trajeto Rio-Niterói de barca é a responsável pela barca de Angra dos Reis e Mangaratiba para a Vila do Abraão. Existe apenas um horário por dia do continente para a Ilha, e um horário de volta. A viagem dura 1h30 e é a opção mais barata.

 

Escuna

A escuna sai de duas a três vezes por dia também de Angra dos Reis, Conceição de Jacareí e Mangaratiba para a Vila do Abraão. A viagem dura em média 50 minutos e é um pouco mais cara que a barca pública.

 

Flex Boat

Esta é a opção mais rápida e mais cara para vir à Vila do Abraão. É a opção da maioria dos turistas, porque em 20 minutos de Conceição do Jacareí você está na Vila, e de Angra dura apenas 30 minutos. São lanchas médias, que vem a uma velocidade bem alta, o que deixa a viagem meio desconfortável por causa do vento e do choque do barco contra as ondas. Mas, por outro lado, a rapidez é o que faz compensar.

Há vários horários por dia. Para quem vem de São Paulo é mais próximo tomar o barco em Angra dos Reis, e para quem vem do Rio é mais próximo pegar em Conceição do Jacareí.

Se você vem do ônibus do Rio de Janeiro, você pode pedir ao motorista para te deixar em frente ao cais de Conceição do Jacareí e embarcar.

Se você descer do ônibus em Angra, seja vindo do Rio ou de São Paulo, você terá uma caminhada de uns 20 minutos entre a rodoviária e o cais, passando por uma via movimentada e com calçadas irregulares. Pode ser uma caminhada difícil se estiver com muita bagagem. Ou então pode pegar um taxi.

 

Transfer

Algumas agências oferecem um serviço de transfer entre o Rio e a Ilha Grande. O transfer inclui um serviço de van desde o aeroporto, ou de um hotel no Rio, e o barco para a Vila do Abraão. É a opção mais cara, mas pode ser a mais prática para quem tem pouco tempo.

 

Dinheiro

 

Não há caixas eletrônicos na Ilha Grande. Mas calma, você não precisará trazer uma sacola de dinheiro! A maioria das pousadas, restaurantes e agências de viagem aceita cartão.

Em alguns lugares, você pode ser cobrado uma taxa de 5%, ou de R$ 10 a mais por pagar em cartão. Na minha opinião vale a pena. Porque eu acho muito ruim andar com muito dinheiro, tenho medo de perder. Então acho melhor pagar esta "taxa de conveniência". Mas, você pode trazer tudo em dinheiro se preferir.

Mesmo que queira priorizar o cartão de crédito, traga algo em dinheiro vivo. Você pode querer fazer pequenas compras no cartão, e alguns mercados tem valor mínimo para pagamente em crédito, ou alguns serviços podem não aceitar cartão.

 

Onde ficar

Chegando à praia de Palmas

Chegando à praia de Palmas

Na Ilha Grande há várias opções de hospedagem, para todos os gostos e todos os bolsos. Na Vila do Abraão há campings, hostels e pousadas. Há também um mini-resort com pier próprio para desembarque de passageiros.

As pousadas vão desde quartos bem simples até pousadinhas de charme por preços mais altos. Algumas estão na beira da praia, outras mais próximas do verde. Mas nada realmente longe.

Há também vários hostels. No próprio centro da Vila do Abraão há campings, com uma boa estrutura de cobertura para as barracas, cozinhas, chuveiros. Nas partes mais isoladas da Ilha, como a praia de Palmas e a praia de Aventureiro, os campings são a única opção de hospedagem.

 

Trilha para Abraãozinho

Trilha para Abraãozinho

O que fazer

Quem vem para a Ilha Grande vem para curtir praias e fazer trilhas. Como a praia principal do Abraão recebe muitos barcos, as pessoas em geral não gostam de pegar praia ali. Então sempre fazem mesmo que seja uma trilha leve até as praias mais próximas.

A praia de Lopes Mendes, considerada a mais bonita da ilha, e a terceira mais bonita do Brasil, fica a uma trilha de 2h30 de distância em dificuldade média. Dois Rios, que é a vila onde ficava o antigo presídio, também há 2h30 de distância. A cachoeira da Feiticeira fica a uma trilha de 1h30 de distância.

Há praias onde se pode chegar caminhando entre 15 e 40 minutos também. Para quem não quer fazer tanto esforço, também há vários passeios de barcos para conhecer as principais praias da Ilha e algumas ilhotas ao redor. O passeio mais comum é a Meia Volta à ilha, que leva para conhecer algumas praias voltadas para a Baía da Ilha Grande. Os passeios que visitam a parte voltada para mar aberto, não saem todos os dias. Dependendo das condições do mar, eles são suspensos.

À noite nos finais de semana, sempre há algum músico local tocando música ao vivo em frente à Igreja. Nada imperdível, mas ajuda a criar um clima de festa. A maioria dos bares também tem música ao vivo. Há duas boates na Ilha. Elas funcionam em dias alternados.

 

Quando ir

Trilha para a praia de Dois Rios

Trilha para a praia de Dois Rios

Dá para vir para a Ilha Grande o ano inteiro. Aqui não existe baixa temporada. Tem momentos em que fica mais lotado, mas sempre tem gente.

Os períodos mais movimentados são o verão, dezembro, janeiro, e fevereiro. Carnaval e Ano Novo, e feriados em geral são períodos bem cheios na Ilha. Mas, também é o período de mais chuvas.

Pode ser meio frustrante para algumas pessoas virem para cá e pegarem dias seguidos de chuva. Esta foi a minha sensação quando eu cheguei aqui, no início de novembro. A primeira semana, choveu vários dias. Eu decidi não me desanimar, e fazer as trilhas, visitar as praias mesmo assim. Foi maravilhoso. A chuva foi até um charme a mais.

Talvez a época "ótima" para vir para cá seja março e abril. As chuvas já diminuíram, ainda faz calor, e já não há tanta gente na Ilha.

No inverno chove ainda menos, mas faz um pouco de frio, e pode ser mais difícil entrar na água.

 

Bom, pelo que eu conheço do Brasil, posso afirmar que este é um dos lugares mais bonitos de nosso litoral. Além das belezas das praias, e de estar tão próxima da natureza, o clima da Vila do Abraão, com suas ruas de areias sem carros, e pessoas do mundo inteiro é muito bacana.

Aguardo a visita de vocês, ok?

3 comentários

  1. juliano 28 Janeiro, 2017 at 15:29 Responder

    Olá !! Parabéns pelo maravilhoso texto e blogue. .. pode me ajudar com uma dúvida ?

    Sou daqueles que odeia multidões mas estou pensando em ir para Ilha Grande na semana santa? as praias e passeios ficam muito lotados ? Eu jamais iria para Búzios por exemplo neste feriado. Mas a ilha em proporção é muito maior e penso que pode ser tranquilo. Obrigado e parabéns novamente! 🙂

    • Ana Beatriz 4 Fevereiro, 2017 at 18:13 Responder

      Oi Juliano! Feriados a ilha fica lotada! É verdade que é grande, mas a vila do Abraão é pequena, e você vai sentir a multidão.

      Uma alternativa é ir para Palmas, Aventureiro, alguma das vilas menores da Ilha. Prepare-se para uma estrutura muito inferior, muitas não tem luz eletrica, e realmente nada para fazer a noite. Mas se o que busca é sossego, pode ser uma boa alternativa.

      abraço!

Deixe uma resposta