Como chegar a Machu Picchu

 

Existem basicamente três maneiras de chegar a Machu Picchu. Cada uma dessas três maneiras tem infinitas variações.

Uma é a mais prática, outra a mais barata, outra a experiência mais marcante. Cada uma é a melhor opção para chegar a Machu Picchu em uma situação específica.

Se você tem tempo, quer uma experiência que mude a sua vida, mergulhar na história, ter momentos para refletir e se colocar em situações extremas, fazer uma das trilhas é a melhor opção para você.

Se você só tem uma semana de férias e quer visitar Machu Picchu da maneira mais prática, mesmo que não seja a mais barata, vá e volte de trem.

Para quem está com o orçamento contado, e talvez tenha o roteiro um pouco flexível, pode achar bacana ir de ônibus até um ponto onde já não há mais estradas e caminhar até a vila de Aguas Calientes.

Sabendo de todas as opções você poderá escolher qual é a melhor para você.

 

TREM

Trem para Machu Picchu

Trem para Machu Picchu

Essa é a opção da maioria das pessoas que visita Machu Picchu diariamente. É a maneira mais rápida, fácil e prática para visitar a cidade. Se você optar por esta alternativa, pode comprar o "pacote" pronto em alguma agência de Cusco ou organizar tudo sozinha.

Para chegar a Machu Picchu você precisa pegar o trem até Machu Picchu Pueblo, também conhecido como Aguas Calientes, e de lá pegar um ônibus até a entrada do parque.

Existem vários horários durante o dia. E você pode organizar seu passeio da melhor forma para você.

Você pode sair de Cusco no primeiro horário de trem, visitar as ruínas e voltar no mesmo dia; ou pode pegar o trema na noite anterior, dormir em Aguas Calientes, visitar Machu Picchu no dia seguinte e voltar a Cusco a noite.

Uma alternativa é pegar o trem na estação de Ollamtaytambo, e aproveitar para conhecer o sítio arqueológico de lá, e a vila - considerada a única vila inca ainda viva. As vantagens são conhecer mais uma ruína e que a passagem de trem a partir de lá é mais barata.

 

Check List para organizar por minha conta:

- Passagens de trem ida e volta para a estação Machu Picchu

- Passagens de ônibus ida e volta de Machu Picchu Pueblo até a entrada do Parque Machu Picchu (no guichê em frente ao ponto de ônibus)

-  Hospedagem em Machu Picchu Pueblo

- Entrada para Machu Picchu

 

 

ÔNIBUS + CAMINHADA

Estrada em Zigue Zague para chegar a Machu Picchu

Estrada em Zigue Zague para chegar a Machu Picchu

Esta é a opção mais barata. Mas não é a mais fácil. Para ir de ônibus você pode comprar o pacote numa das agências em Cusco. Você pode comprar só as passagens de ônibus, ou o pacote incluindo a hospedagem e as entradas.

Você pega um ônibus em Cusco até um ponto da linha de trem chamado Hidroelétrica. Dali para frente não há estradas para chegar a Aguas Calientes. Você tem que fazer uma caminhada de 3 horas até o povoado. Dizem que a caminhada é super bonita e que vale a pena. É uma opção mais curta para os que querem caminhar mas não querem fazer a trilha inca. Você dorme no povoado e vai para Machu Picchu no dia seguinte.

Se quiser economizar ainda mais, pode subir do povoado de Aguas Calientes para a entrada do parque caminhando. É uma subida ingreme e bem puxada de 8 km. Lembre-se que você ainda vai ter que caminhar e subir muito durante a sua visita a Machu Picchu.

O ponto negativo desta opção, é que na volta você tem que estar na Hidroelétrica para pegar o ônibus às 15h. Ou seja, se a caminhada é de 3h, você tem que sair de Machu Picchu no máximo ao meio dia. Então a sua visita ao parque terá sido muito curta.

Se não quiser ficar tão pouco tempo no parque, combine com a agência que providencia o ônibus de voltar no outro dia. Assim você fica dois dia no povoado de Machu Picchu, tem um dia inteiro para visitar as ruínas, e no dia seguinte até às 15h pode aproveitar Aguas Calientes e fazer outras trilhas menores na região.

 

Check List para organizar por minha conta:

- Passagens de ônibus ida e volta até a hidroelétrica (Agências em Cusco)

- Passagens de ônibus ida e volta de Machu Picchu Pueblo até a entrada do Parque (opcional)

- Hospedagem em Machu Picchu Pueblo

- Entrada para Machu Picchu

 

TRILHA INCA e TRILHAS ALTERNATIVAS

Mochileira em Machu Picchu

Mochileira em Machu Picchu

Para muitas pessoas o ponto alto de conhecer Machu Picchu é fazer a Trilha Inca. Dura quatro dias, passa por vários outros sítios arqueológicos antes de chegar, é considerada o melhor serviço de trilha do mundo.

Na alta temporada, entre junho e agosto, os lugares para a trilha chegam a se esgotar seis meses antes. Ou seja, se deseja fazer a trilha neste período, reserve com antecedência.

Você não precisa ser um montanhista experiente para fazer a trilha, mas isso não significa que seja um abixo nível de dificuldade. Principalmente por causa da altitude.

Além da Trilha Inca - Camino Inca em espanhol - existem trilhas alternativas que também terminam em Machu Picchu. Todas elas partem de Cusco em um transporte que deixa os participantes em algum ponto de onde eles caminharão um determinado trecho diário, entre um acampamento e outro. Em algumas trilhas você dorme em pequenas pousadas familiares, em outras em barracas de camping.

Na Trilha Inca o ponto mais alto é um pouco acima dos 4000 metros. Na Salkantay chega-se a 5.000 metros de altitude. As outras trilhas se chamam Ausangate, Lares, Inka Jungle. Na Inka Jungle você pode optar por participar de outras atividades como tirolesa e rafting.

Para participar de uma das trilhas você contrata uma agência no centro de Cusco. Eu conheci pessoas que fizeram a trilha Salkantay sem acompanhamento de guias, mas é algo que eu não faria, nem recomendaria.

Em todas elas, a visita a Machu Picchu é feita no último dia, e no final da tarde o retorno a Cusco é feito em trem. Contratando com uma agência de Cusco o serviço de guia, alimentação, hospedagem, entradas e transporte de volta a Cusco estarão incluídos no serviço.

 

Tendo em vista todas essas informações, você poderá decidir qual é a melhor maneira de chegar a Machu Picchu de acordo com o sua expectativa com essa viagem, seu tempo e seu orçamento.

2 comentários

    • Ana Beatriz 26 junho, 2017 at 20:17 Responder

      Oi Alexandre! Não tenho nenhuma específica para indicar. Ao chegar, caminhe um pouco no centro de Cuzco e vai haver várias pessoas oferecendo passeios! Não terá dificuldades de conseguir. Abraço! Boa viagem!

Deixe uma resposta