As trilhas da Ilha Grande

Se você vem para a Ilha Grande, provavelmente está buscando duas coisas: fazer trilhas e passeios de barco. Não espere aquela cena clássica de ficar sentado com um copo de cerveja em frente à praia, descansando a semana toda, porque aqui não é assim. Ou você se aventura de lancha, ou o jeito é pegar as trilhas da Ilha Grande para conhecer as praias mais lindas.

Aqui é uma ilha montanhosa, toda coberta de Mata Atlântica. O ponto mais alto passa dos 1.000 metros de altitude, o que impressiona numa ilha relativamente pequena. O centro da Ilha é intocado e as pequenas vilas ficam em algumas de suas praias. Entre todas elas, há várias trilhas.

A Vila do Abraão é o principal centro turístico da Ilha onde está a maioria das pousadas, restaurantes e agências. Dali existem trilhas para visitar algumas das praias mais bonitas, como Lopes Mendes e Dois Rios. Também pode-se caminhar até a única cachoeira da Ilha, a Feiticeira, e o Saco do Céu. Todo o contorno da Ilha é marcado com trilhas, então se você ficar hospedado em Palmas, Aventureiro ou Provetá também poderá conhecer outras praias caminhando.

Principais trilhas da Ilha Grande a partir da Vila do Abraão

 

Lopes Mendes

Sinalização na Trilha para Lopes Mendes

Sinalização na Trilha para Lopes Mendes

Duração: 2h30 (só ida)

Nível de dificuldade: Média

Dá para voltar de barco? Sim!

Precisa de Guia? Não!

A praia de Lopes Mendes é considerada a mais bonita da Ilha e sempre fica entre as três primeiras no ranking do Tripadvisor de praias mais bonitas do Brasil. É uma faixa de areia de 3 km, praticamente deserta, na parte de mar aberto da Ilha. Não há casas, campings ou restaurantes.

Chegada a Lopes Mendes

Chegada a Lopes Mendes

Para chegar, você pode pegar um barco até a praia do Pouso e, de lá, caminhar em uma trilha rápida de 20 minutos, que sobe um morro e depois desce; ou pode ir por uma trilha de 2h30, que sobe e desce alguns dos morros da Ilha, envolvendo uma subida bem pesada na sua primeira metade.

Minha dica é ir de trilha e voltar de barco. Assim você experimenta fazer uma trilha na Ilha Grande, mas não se cansa tanto e pode aproveitar melhor a praia.

É bom levar água e comida para esta trilha. Ela passa pelas praias de Palmas, Mangues e Pouso mas na maior parte é um caminho estreito pela mata, sem opções de local para comprar nada. Mesmo em Lopes Mendes, você vai ver alguns ambulantes vendendo água e salgadinhos industrializados, pelo dobro ou triplo do preço do supermercado no Abraão – que já é caro.

A trilha começa no final da praia do Abraão, também conhecida como praia do Canto. A partir do Centro, caminhe sempre para a direita pela areia da praia e pegue a pequena trilha que começa aí. Quando chegar à próxima praia, vai ver a placa para Lopes Mendes.

A trilha seguirá bem marcada e sinalizada. É um caminho bem utilizado e você vai ver algum movimento de pessoas. Mesmo assim é uma experiência real com a natureza da ilha. É possível observar muitos pássaros e o grito forte dos grupos de bugios, espécie de macacos bem comum na Ilha.

Dois Rios

Um dos rios desaguando no mar

Um dos rios desaguando no mar

Duração: 2h30 (só ida)

Nível de Dificuldade: Média

Dá para voltar de barco? Não!

Precisa de Guia? Não!

 

Dois Rios era o local onde existia o presídio até a metade do século passado. Até hoje há uma vila, meio fantasma, onde moram alguns antigos funcionários da carceragem e até alguns ex-detentos.

A praia, como o nome indica, é onde deságuam dois rios da Ilha, um em cada ponta. É uma praia muito linda, menos conhecida e menos visitada que Lopes Mendes e, por isso, ideal para quem quer sossego.

A trilha até Dois Rios é na verdade uma estrada usada pelo ônibus escolar, caminhão de lixo e carros da UERJ – que tem um centro de estudos lá – e do INEA – órgão ambiental estadual. Como não há nenhuma concessão de veículos de turismo e não são permitidas caronas, o jeito é caminhar os 8,5 km até o ponto final.

Estrada para Dois Rios num dia de Chuva

Estrada para Dois Rios num dia de Chuva

A trilha costuma durar 2h30 a 3h dependendo do ritmo do grupo. É uma subida longa, depois uma descida. Algumas pessoas a fazem de bicicleta, mas muitos empurram a bike durante quase toda a subida e apenas descem montados nela.

Existem alguns atalhos e também é desta estrada que sai a trilha para Caxadaço, outra praia bem bonita da Ilha.

Em Dois Rios você pode tomar banho de mar e de rio. Na vila não existem muitos serviços turísticos, mas há uma senhora que serve uma comida caseira bem gostosa.

 

Feiticeira

Vista da trilha para a Feiticeira

Vista da trilha para a Feiticeira

Duração: 1h30 (só ida)

Nível de Dificuldade: Média

Precisa de Guia? Não!

Dá pra voltar de barco? Sim!

Feiticeira é o nome de uma praia e uma cachoeira na Ilha. Elas ficam próximas, separadas por uma trilha de uns 20 - 30 minutos.

Partindo do Abraão, caminhe pela praia para a esquerda, pegando o caminho da Praia Preta e do Circuito do Abraão. Siga a sinalização para encontrar a trilha para a cachoeira. Você passará pelas ruínas do Aqueduto, e logo pegará uma longa subida e depois uma descida. Mais algumas subidas e descidas bem mais leves e chegará no entroncamento para seguir para a praia ou a cachoeira.

Em geral as pessoas vão primeiro para a cachoeira e depois pegam uma descida bem íngreme para ir à praia. Alguns pessoas chegam de barco à Praia da Feiticeira e sobem a trilha para visitar a cachoeira.

A cachoeira é bacana, mas se você está acostumado a visitar cachoeiras ela não impressionará em nada. Mas, embora ela pareça apenas uma cachoeira sem graça, sendo uma Ilha, e não havendo espaço nem volume de água suficiente para formar grandes rios, já é bem interessante que haja uma cachoeira aqui.

Cachoeira da Feiticeira em Ilha Grande

Cachoeira da Feiticeira em Ilha Grande

Vale a visita pela caminhada, muito bonita. A praia é bem pequena também. Há ambulantes vendendo bebidas, alugando caiaques e stand up paddle, e vendendo passagens em barco para voltar à Vila do Abraão.

 

Abraãozinho

Trilha para Abraãozinho

Trilha para Abraãozinho

Duração: 30 min

Nível de Dificuldade: Fácil

Precisa de Guia? Não

Dá para voltar de barco? Sim

Esta é uma praia bem próxima à vila do Abraão, acessível por uma trilha de 30, no máximo 40, minutos. É uma praia bem bonita, com poucas construções, emoldurada pelas montanhas e pela floresta como as demais praias da Ilha.

A trilha até ela passa por outras praias ainda mais próximas. São elas:

Júlia - primeira praia depois da praia do Abraão. Tem uma barraca de praia e é o mais próximo que você vai encontrar de beber cerveja na beira da praia em Ilha Grande.

Bica - uma praia bem pequena onde estão o Sagu Miniresort e o Restaurante o Pirata. Tem uma bica, que é um curso de água que foi encanado e serve como uma ducha de água doce para tirar o sol depois de mergulhar no mar. É a minha queridinha para minhas idas à praia em dias de trabalho aqui na Ilha (sim, eu vou à praia no horário de almoço! 😉 )

Comprida - uma praia tranquila onde há uma casa que vende bebidas. Bonitinha... bonitinha...

Praia da Crena vista de debaixo de uma árvore

Praia da Crena vista sob uma árvore. Foto: @lucianarodrigues80

Crena - Esta é a minha segunda queridinha. Aqui também tem um hotel com um restaurante, e até dá para você almoçar ou tomar cerveja na beira da praia. Também é a praia onde se faz o melhor snorkel entre estas. Não é nada impressionante se você está acostumado a mergulhar, mas vai... já vi umas tartarugas e uma moréia lá, dia desses.

Se quiser, vale a pena tirar um dia para ficar indo de uma à outra e curtir todas essas prainhas do lado direito do Abraão. Dá para voltar delas de barco também, mas sinceramente, não é necessário.

 

Circuito do Abraão

Início do Circuito do Abraão

Início do Circuito do Abraão

Duração: 30 min

Nível de Dificuldade: Fácil

Precisa de Guia? Não

Dá para voltar de Barco? Não

O Circuito do Abraão é uma trilha circular bem próxima à Vila. Começa no final do lado esquerdo do Abraão, onde pega-se a trilha para a feiticeira. Uma estrada bem marcada leva à Praia Preta, uma praia bem comprida, onde desagua um rio.

No caminho há várias placas explicativas sobre a geografia e geomorfologia do local. Também há mesinhas de acampamento, onde pode-se fazer piquenique.

O circuito segue para as ruínas do Lazareto, que já foi um local de quarentena para os navios que chegavam da Europa antes de ingressar no continente, nas épocas de epidemias como a Febre Amarela.

Também visite as ruínas do Aqueduto, uma construção que servia para abastecer de água o Lazareto, e lembra um pouco os Arcos da Lapa. Depois está o chamado Poção. É uma piscina natural formada por um riozinho e por algumas pedras.

O mirante do Aqueduto é um dos meus lugares preferidos na Ilha. Sempre vou para lá ficar olhando para as montanhas cobertas de mata e escutar música, principalmente em dias de chuva. Mais para baixo está o Mirante da Praia Preta, com uma vista bem bacana da praia e das montanhas do continente.

Vista do Atardecer em um dia nublado do Mirante da Praia Preta

Vista do entardecer em um dia nublado do Mirante da Praia Preta

Todo o circuito pode ser percorrido em meia hora. Há uma leve subida entre a Praia e o Aqueduto, mas é tranquila de ser percorrida.

 

Pico do Papagaio

Duração: 3h (só ida)

Nível de Dificuldade: Alta

Precisa de Guia? Sim

É o segundo ponto mais alto da Ilha. Tem uma visão panorâmica da Vila do Abraão e de várias praias voltadas para o continente. A caminhada até os 980 metros de altitude dura em torno de 3 horas e a dificuldade é alta.

Algumas pessoas sobem de madrugada para ver o sol nascer, e é preciso contratar um guia para subir. É fácil se perder caminhando por ali, porque a trilha não é sinalizada e não é bem marcada como as demais.

 

Volta à Ilha

Duração: a partir de 9 dias

Nível de Dificuldade: Alta

Precisa de Guia? É recomendável

É possível dar a volta à Ilha caminhando. Sim, fazer todo o percurso de seu entorno, passando por estas e outras trilhas e conhecer todo o litoral da Iha Grande caminhando. É uma trilha de mais ou menos 9 dias, 130 km.

É uma experiência de superação pessoal, desapego, e contato muito próximo com a natureza. Por dia são muitas horas de caminhada, em geral carregando bastante peso nas mochilas. Na Ilha Grande há um guia especializado nesta rota, com autorização do órgão estadual de meio ambiente, e há pessoas que se aventuram em fazer por conta própria.

Vamos ver se até o final da minha estadia aqui em Ilha Grande eu me animo para fazer... o que vocês acham?

E vocês? Quando vêm fazer trilhas na Ilha Grande comigo?

 

 

 

 

9 comentários

  1. Daiane Marcolino 24 janeiro, 2016 at 21:49 Responder

    Oi, Ana!!! =D Que beleza de post. Muito informativo.
    Tô indo pra Ilha Grande em 19 de fevereiro. Tô indo sozinha, vou ficar em um hostel.
    Sabe se é tranquilo fazer as trilhas da Feiticeira e de Lopes Mendes sozinha? Nem é minha intenção, espero encontrar gente no hostel pra fazer essas coisas comigo, mas vai que … hehehhe

    Adorei seu blog.
    Beijos!!

    • Ana Beatriz 29 janeiro, 2016 at 09:34 Responder

      Oi Daiane! Sim! É super tranquilo! São trilhas bem movimentadas, sempre tem gente passando. Também são bem sinalizadas, então é difícil se perder. Mas realmente, muito melhor se tiver companhia, e no hostel vai ser fácil conseguir.
      Me escreve um email, nesta época ainda vou estar aqui, de repente a gente se conhece e até fazemos alguma trilha juntas! 😉

      Boa viagem!

      • Daiane Marcolino 4 fevereiro, 2016 at 10:26

        Ah, seria ótimo hein. Com certeza te envio um email antes de ir.
        Que bom q é tranquilo, nunca fui lá. Espero aproveitar muito meus 5 dias de boa lá. 😀

  2. Fawzi 3 fevereiro, 2016 at 13:16 Responder

    Muito massa Ana! Estou indo pra ilha hj anoite dia 03/02 e pretendo ficar uns 15 dias. Estou indo p acampar e quero chegar no Abraão e fazer o sul da ilha até enseada de aracatiba.
    Estou indo sozinho e pretendo desfrutar o máximo o contato com a natureza e as trilhas!! Minha dúvida é quanto fazer as trilhas sozinho. Acha que é fácil de ser perder? Principalmente de Entre rios p/ parnaioca.
    Bom se estiver aí essa semana aí, ia ser bacana ter uma companhia!
    Abraços

    • Ana Beatriz 4 fevereiro, 2016 at 10:23 Responder

      Oi Fawsi! Claro, seria um prazer te conhecer, e quem sabe fazer alguma trilha juntos!

      Me escreve um email anabeatriz@planejoviajar.com.br e te passo meu telefone!

      Acho que a maioria das trilhas é bem marcada e sinalizada. Entre Dois Rios e Parnaioca também. O problema acho que é entre Dois Rios e Caxadaço.

      Mas, vamos nos encontrar e te explico tudo! Abraço!

  3. Nathália 14 fevereiro, 2016 at 21:00 Responder

    Oooi, Ana Beatriz! Tudo bem?

    Estou adorando ler os posts, porque vou para a Ilha dia 10/03 ficar 5 dias e conhecer o máximo que eu conseguir. Vou sozinha, e ficarei na Vila do Abraão no El Misti. Procuro relatos de mulheres que foram sozinhas também, para ter uma noção das trilhas etc, mas pelo que li, até agora, foi só coisa boa! Estou cada vez mais ansiosa rs

    Obrigada por compartilhar estas informações com a gente!

    Bjos!

    Nath

  4. Marcel 5 dezembro, 2016 at 17:21 Responder

    Boa noite.

    Tenho interesse de dar a volta na Ilha mas não tenho experiência e sozinho fico inseguro. Vocês tem previsão de juntar um grupo para fazer esse tipo de trajeto ?

    Marcel

    • Ana Beatriz 12 janeiro, 2017 at 09:17 Responder

      Oi Marcel! Não tenho data prevista ainda, mas tenho interesse sim! Existem alguns guias lá na ilha que organizam grupos, você pode tentar ir com algum deles.

      Abraço!

  5. Debora 22 dezembro, 2016 at 15:06 Responder

    Olá Ana Beatriz!
    Esse post salvou minha viagem rs. Viajo dia 26/12 com meu namorado, vamos ficar 5 dias na Vila do Abraão e quero conhecer tudo que puder e conseguir!!
    Muito obrigada pelas dicas 🙂
    Bjs

Deixe uma resposta