Visconde de Mauá: a Truta do Imperador

Hum!!! Que delícia! Preparem o paladar. A partir do dia 16 de outubro começa na belíssima região de Visconde de Mauá (RJ/MG) a 13ª  Temporada da Truta, este ano com a criação da Truta do Imperador. Os ingredientes são: truta de qualidade, pitanga, limão-cravo, espinafre, cogumelo, cachaça e batata doce. A temporada vai até 15 de novembro.

Foto de um prato de peixe servido com alface, tomate e um molho avermelhado com um colher.

Truta do Imperador com fubá, molho de pitanga e salada (Foto: Tereza Cartão/Divulgação)

Inspiração imperial

Eu ja fui à região de Visconde de Mauá várias vezes, atraída por sua natureza, excelente gastronomia e várias opções de hospedagem.  E vou voltar para trazer a vocês um guia de verão por lá. Mas hoje meu assunto sobre o lugar é a Temporada da Truta, em sua 13ª edição.

A chamada Região Turística de Visconde de Mauá é famosa pela criação da truta arco-­íris, também conhecida como truta rosa. A espécie, de origem californiana, foi criada e reproduzida com sucesso nas montanhas de Mauá, graças à água pura, gelada e bastante oxigenada das nascentes da Serra da Mantiqueira.

Depois de passar por um workshop com o bã-bã-bã da cozinha, Andrew Bushee, cada chef teve que inventar um prato diferente com o peixe, mas com os mesmos ingredientes. Se você é um gourmand, vai querer comparar as diversas receitas da Truta do Imperador e aproveitar para fazer um tour pelos ótimos restaurantes da região. Se não é, experimente pelo menos um prato de truta que, junto com o pinhão, forma a dupla dinâmica de ingredientes da gastronomia local.

Meu conselho é o seguinte: faça uma trilha, tome um banho de cachoeira ou um banho de piscina na pousada, namore (eita lugar romântico!), faça comprinhas e, depois, para uma bela refeição, escolha um dos 17 restaurantes que vão participar da temporada (confira lista abaixo).

Truta_do_Imperador-Salmonada-e-Natural-crisp-de-pele-de-truta

Truta do Imperador feita com o peixe na forma salmonada e natural. Ambas levam crisp de pele de truta on top (Foto: Tereza Cartão)

Da pesca artesanal ao trutário

Antigamente, a truta rosa era considerada uma rara iguaria porque os pescadores tinham que ficar  horas a fio semi­-submersos em águas gélidas das corredeiras que vertem das Montanhas Rochosas para o Pacífico. A região de Visconde de Mauá com seus vales protegidos e abundância de rios de águas frias e límpidas, revelou-­se perfeita para a instalação de uma fazenda de criação de trutas. E tudo é bem mais fácil do que na época dos intrépidos pescadores.

Em 1984, a Piscicultura Santa Clara iniciou a criação e aprimorou a qualidade do peixe, desenvolvendo a truta salmonada. Ela tem a cor parecida com a do salmão porque, seis semanas antes do abate, é adicionado à ração o Carophyll Pink (carotenóide mais conhecido como betacaroteno, um precursor da vitamina A). Com isso, são enriquecidos o teor nutritivo, a textura e a cor da carne do peixe, que fica rosado.

Para entender mais, vale uma visita ao trutário que fica na Estrada da Santa Clara, s/nº, Vale Santa Clara, junto à Cachoeira Santa Clara. O contato é: (24) 3387-1149 ou rasn@terra.com.br. É bom ligar antes, para se certificar do horário da visitação ou até reservar a refeição. Sim, você pode comer a truta in loco ou levar para casa, em forma de filé salmonado e defumado.

Terra de gnomos

 

IMG_0846

A Região de Visconde de Mauá compreende as vilas de Visconde de Mauá,  Maromba, Maringá-­Rio e Maringá-­Minas. É natureza em estado puro. Pense em muito verde, montanhas, rios e riachos de águas limpinhas, cachoeiras, pousadas românticas. Há quem afirme haver gnomos por lá. Pelos menos em forma de lembrancinhas, eles são vendidos aos montes como suvenires por lojinhas da região. Agora, se os tais homúnculos existirem de verdade, é lá em Mauá que eles certamente moram. Não acredita? Vai lá pra ver!

Restaurantes e chefs (Truta do Imperador)

  • CASA DE PEDRA, chef Vasco Dornelas Junior ;
  • CAFÉ MARINGÁ, chef Simone Leonardo;
  • CAFÉ PEQUENO, chef Carolina LLerena;
  • POUSADA CASA BONITA, chef Maria José da Silva;
  • RESTAURANTE CHAMPIGNON, chef Kris Dietrich;
  • WARABI,chef Edna Akico Viski;
  • LE PETIT, chefs Elias Marins e Mirian Parreira;
  • POUSADA MAUÁ BRASIL, chef Elizete Silva;
  • ROSMARINUS, chef Julio Buschinelli;
  • TRUTA ROSA, chef Eliane Moreira;
  • POUSADA TERRAS ALTAS, chef Eliane Mendonça;
  • JR.RESTAURANTE, chefs Mauro & Junior;
  • DON CORLEONE,chef Tatiana Rodrigues de Morais;
  • HOTEL BÜHLER,chefs Edson Alves e Renata Silva;
  • BABEL RESTAURANTE, chef Daniela Keiko e Andre Murray;
  • HOTEL TERRA DA LUZ CULTURA & GASTRONOMIA, chef Luz Amanda;
  • HOTEL DO YPÊ
Chefs-de-cozinha-temporada-da-truta-2015-RVM

Cada um dos chefs teve que trabalhar os mesmos ingredientes, mas criando receitas diversas para a Truta do Imperador

Serviço

Como chegar e onde ficar

*A região é dividida em três vilas: a de Visconde de Mauá, a Vila de Maromba e a Vila de Maringá. Confira mais detalhes sobre os locais e as dicas sobre as melhores formas de chegar à região no Portal Oficial de Turismo de Visconde de Mauá

*A região conta com todas as opções de hospedagem, do camping ao hotel "chiquerérrimo".

*Dá para fazer vários passeios a pé, de bike, de carro próprio, mas não para todos os lugares. Se preferir roteiros off-road, consulte as agências de receptivo, pois é comum que as estradas de terra não estejam em boas condições, sendo necessário um veículo com tração nas quatro. Às vezes, é preferível contratar o passeio do que tentar ir e ter dor de cabeça. Junte os amigos e rateie a conta.

 

Deixe uma resposta