O que fazer em Havana e arredores?

Em março deste ano o amigo Rodrigo Souto viajou para Cuba e escreveu gentilmente uma série de dicas para os leitores do Planejo Viajar. Acompanhem! Obrigada Rodrigo!

Como ele já contou aqui, é muito fácil se locomover por Havana nos colectivos, taxis compartilhados entre vários passageiros. Você também poderá tomar os dois ônibus turísticos de Havana: a linha T1, que passa pelo centro histórico, e a linha T3 para as praias próximas.

 

Malecón (Avenida Beira-Mar) em Havana Foto: Rodrigo Souto

Malecón (Avenida Beira-Mar) em Havana Foto: Rodrigo Souto

Música e ritmos envolventes; praias de areia branca e mar azul caribe, um povo, uma história e três Revoluções.  Eram os motivos que me fizeram ver, conhecer e experimentar Cuba, mais precisamente Havana. Para isso, reservei sete dias e, em março de 2014, me mandei para lá. Agora, quero compartilhar com vocês algumas dicas da capital da ilha mais falada em todo mundo.  Espero que lhes sejam úteis.

Plaza de la Revolucíon e entorno

Comecei minha aventura pela Plaza de la Revolucíon.  Construída nos anos 20, era chamada de Praça Cívica até 59, quando ganhou novo nome. Nela, Fidel Castro discursou muito para muitos.

Há muita coisa interessante ali para ser vista: o Memorial e a Biblioteca  José Martí; o prédio do Ministério do Interior e do Centro de Telecomunicações, com os tradicionais murais de Che Guevara e Camilo Cienfuegos;  o Teatro Nacional de Cuba e o protegido Comité Central del Partido Comunista de Cuba.

 

Memorial José Marti Foto: Rodrigo Souto

Memorial José Marti Foto: Rodrigo Souto

 

Prédios do Ministério do Interior e Centro de Telecomunicações, com os murais de Che Guevara e Camilo Cienfuegos

Prédios do Ministério do Interior e Centro de Telecomunicações, com os murais de Che Guevara e Camilo Cienfuegos

Dali mesmo é possível tomar um ônibus turístico para um passeio panorâmico por Havana. A volta completa do ônibus T1 (Vedado, Centro e Habana Vieja) dura cerca de 3h. O dia custa CUC$ 5 e você pode descer e subir em ônibus similares que passam a cada hora.

 

Centro de Havana

Há bonitas praças e carros dos anos 40 e 50 que dão a impressão de estar em uma viagem no tempo. O Capitólio Nacional, construído nos anos 20 com inspiração no Capitólio americano, já foi sede do governo e hoje é sede da Academia Cubana de Ciências. Na região também está o Museo de la Revolucíon e os Museus de Bellas Artes,que são dois: o de Arte Cubano e Arte Universal.

Capitólio Nacional

Capitólio Nacional

Havana Foto: Rodrigo Souto

Centro de Habana Foto: Rodrigo Souto

Há um restaurante semiestatal em frente ao Capitólio chamado LOS NARDOS. É considerado por cubanos e turistas como um dos melhores restaurantes da cidade. Aprecie a lagosta em molho catalão, os camarões ao alho com legumes salteados ou a autêntica paella espanhola. O atendimento é excelente, há música cubana e internacional ao vivo, e o melhor: os preços são muitos acessíveis. Você pagará CUC$ 4 para pratos com frango e CUC$ 10 para frutos do mar. É fácil encontrá-lo. Há sempre uma fila para entrar : )

 

Restaurante Los Nardos

Restaurante Los Nardos

Museo de la Revolucíon e arredores.

Separe ao menos uma manhã para visitá-lo e não  deixe de  conhecer o Iate Granma, que fica do lado de fora do Museu e que foi o barco utilizado pelo revolucionários para chegar a Cuba.

 

Museo de la Revolución Foto: Rodrigo Souto

Museo de la Revolución Foto: Rodrigo Souto

Playas del Este

As Playas del Este são praias frequentadas mais por cubanos que por turistas, e estão bem próximas a Havana. São encantadoras, de areia branca, água transparente e, quando fui, não vi uma única alga no mar. Você tem a sensação de estar em uma grande piscina de ondas azul celeste. É incrível.

Playas del Este a 60 km de Habana Foto: Rodrigo Souto

Playas del Este a 60 km de Habana Foto: Rodrigo Souto

Para chegar, tome o ônibus turístico T3 que sai de hora em hora da praça central, próxima ao Capitólio. Em menos de 1 hora você estará lá e, o melhor, custa CUC$ 5 (ida e volta). Você passa o dia na praia e volta a hora que quiser. O último sai às 18h.

Lá existem barracas com comida, bebida e aluguel de cadeiras e guarda-sol. Desfrute!

 

Habana Vieja e Malecón

É o coração arquitetônico de Havana. São mais de 900 prédios de importância histórica, uma miscelânea que ostenta o barroco espanhol do século 18, o Neoclássico e o Art Déco. Conheça os mais importantes, mantendo-se nos arredores das quatro praças principais:  de Armas; De San Francisco de Asís e De la Catedral.  Nesta região, também há muitos museus, como o de Navegação, Del Ron, De Bellas Artes e o De la Ciudad.

Não deixe de visitar as calles Mercaderes e Obispo. Há muito artesanato, música de rua, uma feira de livros - com vários títulos sobre a revolução - e restaurantes e cafés para apreciar uma boa comida e algunos mojitos.

E antes de voltar para o Brasil, caminhe no fim de tarde pelo Malecón (a avenida beira mar de Havana) e veja, ouça e sinta as ondas batendo forte no quebra mar, subindo e caindo sobre você.

Sinta Cuba.

 

Malecón e Vista para Habana Vieja Foto: Rodrigo Souto

Malecón e Vista para Habana Vieja Foto: Rodrigo Souto

 

 

Leia mais sobre a viagem do Rodrigo a Cuba:

O dilema do dinheiro em Cuba

Como tirar o visto cubano?

9 dicas para aproveitar sua viagem a Cuba

9 comentários

  1. Manoel Rodrigues 4 Março, 2015 at 08:15 Responder

    Parabéns pelo relato da viagem.
    Não consigo reservar hotel pelo booking.com. Poderia indicar onde se hospedar e o endereço eletrônico?
    Obrigado,
    MR

  2. cafi otta 4 outubro, 2015 at 08:36 Responder

    rodrigo, muito legal seus relatos sobre cuba. estou indo pra lá daqui a um mês para participar da maratona de havana. suas dicas serão muito úteis!!! ab.

  3. Fabiano Felinto 29 Fevereiro, 2016 at 08:33 Responder

    Bom dia meu amigo, a sua matéria vai ser de grande utilidade pra mim, vou viajar dia 02/03 e nao programei nada do que fazer por lá. Se possível, me fala onde e como comprar charutos por lá, obrigado.

  4. Joana Schweizer 12 novembro, 2016 at 18:59 Responder

    Que bacana! Adorei o relato da viagem, estou indo dia 10/12, voce contibuiu muito para a minha estadia na Ilha de Fidel.
    Obrigada!

    Joana Schweizer.

Deixe uma resposta