O que fazer em Fernando de Noronha?

Fernando de Noronha é um dos lugares mais desejados pelos brasileiros, lar de algumas das praias consideradas mais bonitas do Brasil e do mundo.

O arquipélago é formado pela ilha principal e as secundárias. É preservado em duas unidades de conservação: uma Área de Proteção Ambiental (APA), onde estão as vilas e as praias mais próximas; e um Parque Nacional Marinho, onde estão as praias mais distantes e algumas trilhas onde o acompanhamento de um guia credenciado é obrigatório.

Veja as principais atividades para as suas férias na ilha.

mapa_pequeno

Mapa da Ilha - www.ilhadenoronha.com.br

Ir para a praia

Pense na praia mais bonita que você já foi no Brasil? Então, as de Fernando de Noronha são mais bonitas! Mesmo que você não faça nada mais, só ir para as praias já é um super programa.

Existem praias para todos os gostos: badaladas, tranquilas, com ondas, desertas, paradisíacas, berçários naturais, etc.

Em algumas partes da ilha o acesso não é permitido. Às demais, é possível chegar de buggy ou de ônibus. As praias do Mar de Dentro podem ser visitadas uma a uma caminhando pela areia e entre as pedras na maré baixa.

Não há barracas de praia em todas, então previna-se com um lanchinho e bastante água. Em outras praias, há barracas que não aceitam cartão, vale a pena estar sempre com dinheiro.

 

Praia da Joaquina

Praia da Joaquina

Veja mais informações sobre as praias de Fernando de Noronha aqui

Fazer mergulho livre – Snorkel

Há muita vida em Fernando de Noronha, dentro e fora da água! Mas a vida subaquática é a que mais impressiona.

Em Fernando de Noronha é relativamente fácil avistar tartarugas marinhas, filhotes de tubarão, filhotes de arraia, moréias, lagostas, e diferentes espécies de peixes coloridos.

Portanto, não deixe de praticar mergulho livre, também chamado de snorkel.

Inclusive, talvez você prefira levar seus equipamentos de casa, assim não gasta alugando, nem divide um snorkel que vai na boca de vários desconhecidos, ou máscaras que já foram diversas vezes cuspidas (uma forma de evitar que a máscara embace é cuspir na lente e depois enxaguar antes de colocar no rosto – dá certo!).

A praia do Sueste é especial para avistar tartarugas marinhas, embora sejam vistas também em outras praias.

 

Tartaruga Marinha na Praia do Sueste

Tartaruga Marinha na Praia do Sueste

Ver o Por-do-Sol

Na ilha existem pontos com um Por do Sol mais lindo que o outro. Na Praia do Meio, da Conceição, no Mirante da Baía dos Porcos, no Mirante do Boldró, no Forte dos Remédios, no Porto de Santo Antônio. Os pores do sol são um espetáculo imperdível durante sua estadia em Noronha.

 

Por do Sol no Porto

Por do Sol no Porto

 

Fazer passeio de barco

Existem algumas opções de passeio de barco. A mais comum faz o trajeto pelo Mar de Dentro, passando pelas ilhas secundárias, que só podem ser conhecidas do barco, pois não é permitido o desembarque. Neste passeio você pode chegar à praia do Sancho sem ter que encara a escada pela fenda na pedra. Para pessoas com mobilidade reduzida pode ser a única forma de chegar à praia que é considerada a mais bonita do país.

Há também o projeto NAVI, que é um barco com fundo de vidro que permite a visualização do fundo do mar próximo à ilha. Em geral também faz o trajeto até as ilhas secundárias.

O Aquasub é um passeio de barco diferente, já que você fica na água, sendo rebocado em uma corda com uma pranchinha presa. É bacana para visualizar o fundo com snorkel, e é bem mais fácil fazer apnéia (segurar a respiração para mergulhar mais fundo) do que apenas com o snorkel.

 

Comer

Em Fernando de Noronha existem vários restaurantes bem bacanas, que tem preço semelhante ao dos restaurantes gourmet nas capitais brasileiras.

Alguns dos que conheci e posso indicar são: o Cheiro Verde, na vila do Boldró; o Xica da Silva próximo à praça Flamboyant; o Cacimba Bistrô, na descida da Vila dos Remédios.

 

Fazer Mergulho Autônomo – Cilindro

Em Fernando de Noronha estão as melhores condições para a prática do mergulho autônomo no Brasil. A abundância de vida marinha, a boa visibilidade da água, e a beleza das formações rochosas do fundo são os principais motivos.

Há 3 operadoras de Mergulho, a Águas Claras, a Atlantis e a Noronha Divers. Caso você não seja certificado, é possível fazer o batismo, que é uma saída para mergulho em que você é conduzido (de mãos dadas ou segurado pelo equipamento) por um instrutor.

Há pontos de mergulho no Mar de Dentro e no Mar de Fora. O lado voltado para o continente é mais calmo onde os pontos de mergulho são de maior facilidade. O local do mergulho é decidido na manhã da atividade, e não pode ser escolhido previamente pelo cliente. Se tem interesse por algum específico, avise à operadora. Ela pode tentar encaixar no dia que haverá saída para o local de sua preferência.

Mergulho Autônomo

Mergulho Autônomo

 

 

Trilhas

Algumas partes da ilha, por estarem dentro do Parque Nacional Marinho, só são acessíveis por trilhas, em que a companhia de um Guia é obrigatória.

A trilha mais famosa é a que leva à piscina natural da Praia de Atalaia. Há o trecho curto, que é o mais visitado, onde a parada na piscina natural permite a flutuação com vários animais marinhos. É feita em grupos mediante reserva antecipada, cada grupo só pode flutuar por 30 minutos. O trecho mais longo é feito com a obrigatoriedade de guia, passa por outras piscinas naturais, terminando na enseada das Caeiras.

A trilha do Capim-Açu leva para conhecer o extremo mais isolado da ilha, a dificuldade é alta, com 10 km de extensão e duração de até 9h. Passa por vários pontos para banho e mirantes para contemplação das baías.

Para maior conforto nestas trilhas, e nas demais caminhadas é recomendável levar tênis.

 

Trilha para a praia de Atalaia

 

Ir às palestras do Projeto TAMAR

A princípio pode parecer horrível assistir palestra durante as férias, afinal você está ali para relaxar, certo? Mas depois que você encontrar com a primeira tartaruga marinha na praia, com os golfinhos, com os filhotinhos de tubarão, vai se sentir tentado a aprender mais sobre esses animais.

As palestras acontecem diariamente na sede do Projeto TAMAR que fica na Vila do Boldró, são gratuitas. Os palestrantes são pesquisadores que atuam na ilha que apresentam o conteúdo de maneira atrativa e descontraída, já que o público são os turistas. A educação ambiental é um dos pontos altos do passeio a Fernando de Noronha. Aprender a ter uma relação mais amigável com os animais que você vai encontrar ao longo da viagem é bem bacana.

Nas quartas feiras o Grupo de Maracatu Nação Noronha realiza uma oficina aberta, em que os visitantes aprender a tocar algum instrumento. Começa às 18h.

Projeto Tamar de Fernando de Noronha

Projeto Tamar de Fernando de Noronha

 

Bar do Cachorro

Mesmo sendo um lugar tranquilo, existem opções para a noite na ilha. O Arquipélago não é o destino para quem procura badalação, mas também não precisa ir dormir às 19h!

O Bar do Cachorro é o mais conhecido, tem forró Segundas, Quartas e Sextas. Nos demais dias a programação inclui Reggae e Maracatu com o Grupo Nação Noronha. Artistas que visitam a ilha às vezes fazem participações especiais no palco. Fecha no Domingo.

A Pizzaria Muzenza, ao lado da igreja também tem uma programação de shows ou Djs.

O Bar do Meio, que fica entre a Praia do Meio e a da Conceição realiza luaus, e no por do sol há um DJ.

 

Museu do Tubarão

O Museu fica bem próximo ao Porto. Tem lojinha com lembrancinhas de tubarão, bolinho frito de tubarão, e uma exposição com informações interessantes sobre esses animais.

No jardim, uma série de esculturas em bronze voltadas para o Mar de Fora.

Museu do Tubarão

Museu do Tubarão

*****

Ou seja, o Arquipélago tem várias opções de atividades e permite montar uma programação para vários dias sem precisar repetir praias. Programe um período extenso por ali, as belezas compensam. a tranquilidade e a segurança do local tornarão seu passeio mais agradável e relaxante.