Dicas para Fazer o Câmbio (e outras formas de levar dinheiro ao exterior)

 

Existem duas dicas gerais para trocar dinheiro quando for viajar.

A primeira e mais importante é: faça pesquisa de preços!

Nem todas as casas de câmbio trabalham com a mesma cotação, e algumas cobram uma taxa de conversão maior que as outras. Ou seja, não compre na primeira que você pesquisar.

A segunda dica é tentar fazer o mínimo de conversões possível. Ou seja, se vai para a Argentina, tente trocar Reais por Pesos Argentinos direto, evite trocar por dólar e depois por Peso. Sobretudo com as moedas mais fáceis de trocar, como Peso Argentino, Euro, etc.

Algumas moedas mais "exóticas" talvez sejam difíceis de encontrar e requeiram reserva com antecedência de 24 a 48 horas. Nestes casos, contudo, faça as contas. Algumas moedas, por serem de difícil liquidez, podem estar com a cotação bem alta e talvez valha a pena comprar os dólares para trocar por moeda local ao chegar ao destino.

Outras possibilidades são os famosos Travel Moneys e Cartão de Crédito.

Os Travel Moneys são cartões de débito pré-pagos das bandeiras Visa, MasterCard, Amex, etc. que são feitos nas Casas de Câmbio, em dólar, euro, e algumas outras moedas. Você deposita o quanto planeja gastar, e no destino você usa na função débito, ou em caixas automáticos para realizar saques.

As vantagens dos travel money são:

- São tão aceitos quanto os cartões de crédito e cobrarem menos pelo IOF. Os travel money cobram cerca de 0,5% de IOF enquanto o Cartão de Crédito cobra quase 7%.
- Permitem que você não viaje com muito dinheiro.
- Possibilitam que sua família te envie dinheiro caso você precise de mais. Mas atenção que o depósito demora cerca de 48 horas para se creditado, então não ajuda numa urgência.

Contudo, na minha opinião o Cartão de Crédito é mais vantajoso. Embora cobre o IOF, o Cartão de Crédito vai te cobrar a cotação oficial, que você não vai conseguir em nenhuma casa de câmbio ao "abastecer" seu Travel Money. E alguns Travel Moneys cobram taxas pelos saques realizados, então você acaba sacando valores maiores e andando com muito dinheiro de qualquer jeito.

Financeiramente acaba saindo igual, porém os gastos com o Cartão de Crédito são convertidos em milhagens para comprar passagens em viagens futuras! Mas o Cartão de Crédito tem a desvantagem de que você nunca sabe qual vai ser a cotação no dia do fechamento da fatura. Neste caso não se esqueça de habilitar a função internacional do seu cartão. Alguns bancos permitem que você o faça pelo caixa eletrônico.

Na verdade nunca se sabe o que acontecerá com o câmbio. Você pode trocar todo o dinheiro para a sua viagem hoje, achando que a cotação está boa, e semana que vem ela despencar. Ou esperar e a cotação subir rápido.

A dica que especialistas em câmbio divulgam é fazer a compra parcelada. Comprar um pouco em cada semana, e assim garantir que ao final você pague uma cotação que pode não ser a menor encontrada, mas também não será a maior.

1 comentário

Deixe uma resposta